Alimentos e exercícios que ajudam na saúde mental

//Alimentos e exercícios que ajudam na saúde mental

Alguns alimentos fazem muito bem a saúde e você pode tirar o proveito deles de forma simples. Saiba como no artigo:

Alimentos que te deixam mais feliz

alimentos saudaveis

Se você anda muito mal-humorado com as coisas que andam acontecendo no mundo e na sua vida, essa é uma dica importante. Alguns alimentos têm o poder de deixar as pessoas com uma maior sensação de felicidade. Ou seja, mudando a alimentação, você pode ficar mais feliz.
O chocolate é famoso por ter esse poder. No entanto, ele não é o único. Segue a lista desses alimentos:

  • Alface: é calmante e controla a ansiedade e a depressão;
  • Arroz integral: rico em vitamina B1, importante para o sistema nervoso;
  • Banana: ajuda na formação do “hormônio da felicidade“, a serotonina;
  • Castanha: combate o estresse;
  • Cereais: ajudam na liberação da serotonina;
  • Espinafre: contém ácido fólico e vitamina B, que também formam a serotonina e atuam no sistema nervoso;
  • Laranja: melhora o bom humor por ser rica em vitamina C;
  • Leite: também ajuda na formação da serotonina;
  • Ovo: aumenta a sensação de bem-estar;
  • Pimenta: aumenta a produção de endorfina, a substância associada ao prazer e ao bem-estar.

Exercícios contra depressão

A atividade física pode ser um dos melhores remédios contra a depressão e a ansiedade. Um estudo da Associação de Transtornos de Ansiedade da América mostrou que os exercícios trazem muitos benefícios para a saúde mental. Além disso a energia quando caminhamos em pleno sol, faz com que recebemos o infravermelho-longo o que traz inúmeros benefícios, se você não desfruta da energia do sol você pode usar uma pulseira de fir.

Segundo os especialistas, os tratamentos tradicionais, incluindo terapia cognitiva comportamental e medicamentos antidepressivos, não são acessíveis ou eficazes para todos os pacientes.

Os exercícios preenchem a lacuna para pessoas que não podem receber as terapias tradicionais, por causa do custo, da falta de acesso, ou porque não querem devido ao estigma social associado a esses tratamentos.

Os exercícios podem suplementar os tratamentos tradicionais, ajudando os pacientes a se tornarem mais focados e empenhados.

De acordo com os pesquisadores, as pessoas que se exercitam relatam menos sintomas de ansiedade e depressão e menores níveis de raiva e estresse, além de mais energia e melhor humor.

Os efeitos podem ser os mesmos de alguns antidepressivos, agindo em neurotransmissores específicos no cérebro. Por isso, após consultar um médico, esses pacientes devem ser encorajados a se engajar em 150 minutos por semana de atividades físicas moderadas ou 75 minutos de atividades vigorosas.

 

2018-06-05T00:54:56+00:00 By |Saúde|0 Comments

About the Author:

Estudante e amante sobre tudo relacionado a vida e estilo saudável

Leave A Comment